Alunos do 3º ano recebem apoio emocional para enfrentar desafios da pandemia

O projeto tem como objetivo trabalhar as emoções dos alunos e ajudar a transformar os obstáculos deste período em oportunidades.

O último ano do Ensino Médio é bastante intenso para os jovens estudantes, pois além de garantir a aprovação no colégio, também precisam se preparar para passar nas provas do Enem e demais vestibulares. O que já era desafiador ganhou mais um agravante este ano: devido à pandemia ocasionada pelo Coronavírus, as aulas presenciais foram substituídas pelas virtuais e houve diversas mudanças nos calendários dos exames de ingresso nas universidades.

Este isolamento exigido pela pandemia trouxe ainda outro desafio para as escolas: a preocupação em como cuidar da saúde mental e o equilíbrio emocional dos estudantes durante a quarentena, em especial dos terceiranistas.

Buscando minimizar a ansiedade e o estresse, que normalmente já existiam neste período, o Colégio GGE criou um projeto para trabalhar a autoestima e a inteligência emocional das turmas do 3º ano do Ensino Médio. As ações buscam levantar a moral dos adolescentes, trazendo uma nova visão em relação aos sentimentos mais impactantes e ajudando-os a transformar os obstáculos deste período em oportunidades.

“Toda semana, um psicólogo e um professor estão ensinando aos alunos do terceiro ano do Ensino Médio algumas maneiras de trabalhar a inteligência emocional para controlar alguns gatilhos que estão mais aguçados durante o isolamento. Passamos algumas dicas de como organizar o tempo de estudo em casa, como aproveitar o tempo com a família, algumas sugestões de lazer, como também falamos de ansiedade, resiliência, procrastinação, autossabotagem. Enfim, falamos das emoções que estão emergindo durante a quarentena, buscando transformá-las em emoções positivas”, explicou a psicóloga do GGE Paissandu, Emanuela Freire.

Além da preocupação em manter um ensino de qualidade, o Colégio GGE procura colocar o bem-estar dos estudantes sempre como prioridade, principalmente, em um momento de crise tão severa quanto a atual. Por isso, durante todo o ano letivo, vários projetos são construídos para cuidar das habilidades socioemocionais tão importantes para o processo de ensino-aprendizagem.

“Nesses encontros, trabalhamos os sonhos de cada um, suas expectativas, estimulamos que eles façam as projeções de futuro, para que não percam as esperanças, mesmo em tempos difíceis e que se motivem em continuar a vencer os obstáculos que vão existir durante toda a vida deles. E, para estreitar os laços e diminuir as distâncias, preparamos uma série de vídeos para os alunos, que foram gravados por toda a equipe, com os profissionais que estavam mais próximos no regime presencial, para que percebam como todos nós acreditamos que eles vão vencer mais essa etapa de suas vidas”, concluiu a psicóloga.

Notícias Relacionadas

0 respostas

Deixe uma Resposta

Deseja deixar seu comentário?
Comente e participe! Sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.